Viajar: os meus porquês

Porque viajas sozinho?

Porque gostas de viajar? 

Porque ficas em B&B?

 

Simples:

1: Mal. O melhor que nos pode acontecer é que algumas coisas corram mal. Ficamos com histórias fantásticas para contar. E se correrem mesmo muito mal, podemos sempre regressar (bem, nem sempre). Ninguém se lembra do que correu espetacularmente bem. Farto-me de rir sempre que me recordo quando nos pusemos a caminho, a pé, em plenas dunas de Merzouga debaixo de um sol escaldante. Inconscientes. Correu bem. Não vou esquecer.

  

2: Valor.
Quando vemos e vivemos outras realidades, damos muito mais valor à nossa e àquilo que temos. Dar um simples balão a uma criança Vietnamita e ver a sua esfuziante reacção faz-nos pensar porque precisamos de um iWatch. Comprar um saco de rebuçados por uns ridículos 0,50 eur e distribui-lo por um grupo de crianças numa aldeia no meio do nada, fez-me mais feliz do que qualquer festa de aniversário. 

 

3: Só.
Viajar sozinho é melhor do que não viajar e, muitas vezes, melhor do que ir acompanhado. Já tive as duas experiências e não tenho dúvidas. Não há melhor maneira de encontrar o nosso eu. Além disso, é um luxo fazer do nosso tempo o que quisermos. Não ouvir: não me apetece; eu bem te avisei (esta é de ir aos Céus); mas porquê para aí; esta comida vai fazer-me mal; este hostel é uma porcaria; recuso-me a beber água do rio; …, é um acto de egoísmo de que eu gosto. Muito.

  

4: Milhões.
Andam milhões de pessoas a viajar pelo mundo fora. Somos apenas mais um. Nunca estamos sós. Viajar sozinho liberta-nos e fomenta a interacção com os outros. Sempre que viajei sozinho nunca estive só. Conheci pessoas espetaculares (outras nem tanto) de todas as idades e nacionalidades. Não me esqueço de Jake, um australiano que viajava com a esposa, e que me ligou uma semana depois de ter regressado da China a perguntar se eu tinha chegado bem a Lisboa. Ou de Cecile, com quem passei 4 dias no Camboja, antes de cada um de nós ter seguido o nosso caminho. Ou ainda Dino, que ia perdendo o comboio para Tanger quando voltou atrás para procurar Gabor, que se tinha perdido em Fez.

 

5: Nós.
Não há melhor maneira de conheceres outra pessoa do que viajar com ela. Devia ser obrigatório antes da confirmação de qualquer relação. 

  

7: Limites.
Viajar à aventura é uma forma de testar os nossos limites. Ir para um sítio onde é impossível ler e compreender um simples nome de uma rua, como foi o meu caso na China, é uma experiência que nos põe à prova. Subir Fitz Roy e não saber se conseguimos voltar durante o dia levou a minha adrenalina ao máximo. Especialmente por saber que não haveria rede móvel, estava um frio de rachar, o caminho era um monotrilho de terra batida no meio de uma floresta, e, obviamente, não havia iluminação, nem sequer qualquer vestígio de civilização. Mas fui. E voltei.

  

8: Caro.
Viajar pode não ser barato. Contudo, não viajar pode ser mais caro. Eu diria ainda mais: só os idiotas gastam muito dinheiro a viajar. No mínimo, consegui sempre poupar mais de 1/3 do preço de tabela em cada viagem que fiz. Estive uma semana em Marrocos por menos de 400 euros, com tudo, mesmo tudo, incluído. Muito menos de metade do preço do que um pacote normal e com o triplo da aventura. 

9: Impressionar. Falar das nossas viagens é a melhor maneira para impressionar numa entrevista de emprego. É uma forma simples de demonstrar flexibilidade, proactividade, ausência de medo, aventura, … é sempre a última pergunta que faço quando entrevisto alguém. Viaja? Para onde? Como?

 

10: Respeitar.
Não querer/ gostar/ poder viajar é obviamente respeitável e não faz de nós piores pessoas.

  
Dusseldorf, Alemanha, 6 de Novembro de 2015

Esta crónica foi escrita no meu telemóvel. Recebe as minhas crónicas em primeira mão no teu email. Vai a ruiiscalling.wordpress.com e faz “Follow”. Fácil.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s