O5: Voar

Voar.

Voar é normalmente uma grande dor de cabeça. Não para mim. Primeiro, na marcação do voo, depois, pela duração e desconforto, e, finalmente, pelo jet lag que provoca (apesar do voo não ter nada a ver com isso). A marcação do voo marca o ponto de não retorno. Quando a viagem não pode voltar atrás. Anseio por esse dia. Devia ter sido ontem.

Onde procurar e marcar.
 
A grande discussão é sempre onde e como procurar. Eu tenho o meu próprio método.

1- O meu motor de busca de voos preferido é o Hipmunk. Tem um grafismo excepcional. Permite ver os voos e as paragens de uma forma muito simples de analisar e inclui mais transportadoras do que os motores de busca tradicionais. 

 2- Depois comparo o preço desses voos noutros motores, como o Kayak, Skyscanner, Lastminute e Rumbo.

3- De seguida, tento conseguir melhores preços dividindo os voos em vários bilhetes. Exemplo: comprar um voo de ida/volta Lisboa/Frankfurt, que pode estar em promoção, e, depois, comprar outro de ida/volta Frankfurt/Sydney.

4- Depois, tento utilizar companhias low cost para hubs europeus e, daí, marcar voos intercontinentais. 

5- Finalmente, dou uma olhadela nos sites das companhias aéreas que escolhi e vejo se há promoções. Vejo ainda os preços normais.
Utilizando esta metodologia cheguei à conclusão de que não consigo obter melhores voos e preços dividindo o bilhete, nem utilizando low costs. As melhores, e quase irresistíveis promoções a menos de 500 euros, são para a Ásia e Estados Unidos da América, onde há mais concorrência. Claro.

O melhor voo é o da Emirates. Não tenho dúvidas. Uma única escala no Dubai no voo de ida. Duas escalas em Sydney e Dubai no voo de regresso. O avião é o A380. Adoro (mas nunca voei num). A companhia é de confiança e os voos demoram menos de 30 horas. Custa cerca de 1250 euros. Este é o meu voo preferido. Óbvio. 

 
O voo mais barato é o da China Southern. Cerca de 900 euros e duas escalas em ambas as viagens. Ambos demoram mais de 30 horas. Aviões made in China… hummmm.
 
 A escolha não vai ser muito difícil. Emirates. Mesmo pagando mais.

O voo acaba por ser “barato” quando comparado com os 460 euros que vou pagar na próxima semana para um voo de 55 minutos entre Lisboa e Madrid. Gosto.

Em voo.

A técnica para suportar voos de longa duração é adoptar a hora de chegada logo no início da viagem. Se à partida são oito da manhã, mas são dez da noite no país de destino, há que fazer tudo para dormir oito horas logo a seguir ao pequeno-almoço. É aqui que entram os tampões para os ouvidos e os comprimidos para dormir. 

  A outra técnica é estar o máximo de tempo de pé à procura de uma qualquer distracção (nos períodos em que não se deve dormir, mesmo que sejam quatro da manhã no país de origem). Não deve ser muito difícil. O A380 tem dois pisos inteiros para explorar. Conversar com o passageiro do lado ou com as hospedeiras, também são opções, apesar da primeira ser arriscada. Já apanhei grandes secas. Tive de fingir estar a dormir.

Jet lag.

“Jet lagar” só se resolve de duas formas: café para despertar e dormir para descansar. Ambos têm de ser forçados. Vou chegar às 7 da manhã a Sydney. O jet lag deve ser assinalável, mas não poderei ir dormir. Café e vaguear pela cidade é a única solução. Poderia levar folhas de coca (como fiz no Perú), mas não me parece que deva arriscar conhecer uma prisão australiana.

 
 Planeio marcar o voo cerca de dois meses antes da viagem, quando já tiver a certeza acerca das minhas férias. É suficiente para garantir um bom preço. 

Estas são as minhas dicas. 
Que comece a contagem decrescente.

Cova do Picoto, 29 de Agosto de 2015
Recebe as minhas crónicas em primeira mão no teu email. Vai a ruiiscalling.wordpress.com e faz Follow.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s